Encerramento das inscrições em
::
Página inicial/Especialização/EAD/Videoaulas

Site Reliability Engineering

Inicio das aulas
Pós EAD - Oferta 2024
Carregando...
Características:
Unidade do Curso: PUC Minas VirtualPUC Minas Virtual
Área de Conhecimento: TecnologiaTecnologia
Situação da Oferta: Oferta IniciadaOferta Iniciada
Duração do Curso: 18 Meses (Especialização)18 Meses (Especialização)

Site Reliability Engineering (SRE)

A transformação digital tem exigido novos princípios e práticas para permitir que as empresas dimensionem serviços críticos de maneira confiável e econômica. A adoção do SRE na organização requer realinhamento, com um novo foco em engenharia e automação e na adoção de uma série de novos paradigmas de trabalho. Este curso tem por objetivo mostrar a relação entre SRE e DevOps e qualificar profissionais com habilidades necessárias para aplicação de práticas modernas de SRE no monitoramento e gerenciamento de incidentes.  O conteúdo contempla a automação dos processos de testes, CI/CD, controle de versões e gestão de configuração, monitoramento e observalidade. e práticas que ajudarão as organizações a obter maior resiliência, disponibilidade e confiabilidade em suas aplicações corporativas e a reduzir o tempo e o trabalho no ciclo de desenvolvimento de software para que as equipes possam concentrar em tarefas de que agreguem mais valor para os clientes. As tecnologias usadas na jornada de aprendizagem são as mais aceitas pelo mercado. O curso transcorre de forma prática para que o aluno esteja apto a aplicar os conhecimentos adquiridos no sentido de garantir que os produtos de software sejam estáveis, previsíveis e escaláveis.

OBJETIVOS

O Curso de Especialização em Site Reliability Engineering (SRE) tem como  objetivo principal capacitar profissionais e equipes para potencializar a aplicação e adoção da cultura e práticas de SRE. 

Ao final do curso, espera-se que o aluno esteja apto a aplicar os conhecimentos adquiridos para lidar com os conceitos e tecnologias que envolvem atividades de SRE para gerar valor para o negócio.

De forma estruturada, o aluno será capacitado a:

  • Entender a importância da cultura e conceitos SRE no contexto corporativo e no contexto do processo de desenvolvimento de software;

  • Identificar Indicadores de Nível de Serviço (SLIs) que alinharão a equipe para atender aos objetivos da organização;

  • Reunir e analisar métricas de sistemas operacionais e aplicativos para auxiliar no ajuste de desempenho e na detecção de falhas;

  • Otimizar o Ciclo de Vida de Desenvolvimento de Software (SDLC) para aumentar a confiabilidade do serviço;

  • Identificar projetos ou processos significativos que resultam em melhorias substanciais em confiabilidade, economia de custos e/ou receita e força de trabalho;

  • Resolver incidentes relacionados a serviços de missão crítica e construir automação para evitar a recorrência de problemas e dar resposta a todas as condições do serviço;

  • Conhecer e ter competências em técnicas, ferramentas e tecnologias para o desenvolvimento de soluções automatizadas para construção de software seguros e com qualidade;

  • Conhecer elementos básicos sobre tecnologias de apoio aos processos de controle de CD/CI, gerencia de configuração, automação de testes, conteinerização e monitoramento e explicitar componentes básicos para uma solução que usa tais tecnologias; 

  • Atuar com engenheiros de software e desenvolvedores de software para garantir que o desenvolvimento siga os processos estabelecidos e seja orientado por uma abordagem centrada em objetivos de nível de serviço bem definidos;

  • Propor soluções e estar envolvido nas decisões para maximizar o valor do software fazendo, também, com que ele gere valor para os clientes.


A QUEM SE DESTINA

Profissionais com formação superior : 
  • que tenham interesse em aprender sobre a SRE (Engenharia de Confiabilidade do Local) e seus fundamentos;

  • que desejam atuar como Engenheiro de Confiabilidade de Site, Integradores de Sistema, Engenheiro DevOps, Administrador de Gerenciamento de Infraestrutura de TI ou atividades correlatas;

  • que já atuam com produtos digitais e projetos de TI e queiram ampliar e aperfeiçoar seus conhecimentos técnicos em SRE e  DevOps; 

  • que atuam como Engenheiros de software e estejam interessados em aprender sobre como usar e aplicar o SRE em um ambiente de operações;

  • que desejam atualizar-se e manter-se relevantes para suas empresas;

  • que estão buscando novas oportunidades profissionais ou buscando recolocação no mercado com um diferencial competitivo;

  • que estejam interessados em novas abordagens de TI e inovação organizacional.


CONTEÚDO DO CURSO

PILAR: PRÁTICAS DE SRE e INFRAESTRUTURA

• Princípios e Práticas SRE

- Princípios e Práticas de SRE

- Relação entre SRE, DevOps e outras abordagens

- A necessidade de automação e observabilidade

- SDLC e entendimento sobre modelos de desenvolvimento de Software

- Comparação entre os papéis dos Engenheiros de Software,   Administradores de sistema, Engenheiros de Confiabilidade do Local e Engenheiros de DevOps

- Acordos de nível de serviço

- SRE Mindset

- Ferramentas e automação de SRE

- Tendências

- Estudo de casos

• Arquitetura de Soluções em Nuvem

- conceitos, tipos, utilização e fornecedores

- Desenho de soluções de IaaS com cenários de: elasticidade, balanceamento de carga, alta disponibilidade e DevOps

- Arquiteturas de Cloud, Multicloud e Híbridas

- Cenários multi-cloud e cloud híbrida

- Principais soluções de SaaS e PaaS: front-end, back-end, banco de dados e serverless

- Segurança

- Estratégias de migração de aplicações para provedores de computação em nuvem

- FinOps: avaliação de viabilidade técnica e financeira 

- Governança de Nuvem

Continuous Integration & Deployment  (CI/CD)

- Conceitos de gerenciamento de código e controle de versão

- Ferramentas de controle de código e versão

- Visão geral e importância da integração contínua e implantação contínua

- Ferramentas de CI/CD: visão geral, tipos, líderes do mercado

- Ferramentas: Jenkins, Git, Maven

- Pipelines de CI/CD: segmentos e melhores práticas

- Automatização do fluxo de trabalho

- Métricas recomendadas

- Estudos de caso

• Provisionamento de Infraestrutura

- Introdução a Conteinerização e Orquestração

- Ferramentas: DOCKER, KUBERNETES, HELM Nomad

- Conteinerização com Docker

- Infrastructure as Code - IaC

- Segurança, disponibilidade e escalabilidade

- Provisionamento, configuração, operação e monitoramento em arquitetura de soluções

- Ferramentas de apoio à gestão de IaC

- Pipeline de Infraestrutura

- Construção de pipeline para provisionamento e gerência de infraestrutura

- Projetos de infraestrutura   

PILAR: DESIGN PARA CONFIABILIDADE

• Arquitetura de Gerenciamento de Dados   

- Conceitos e princípios de arquitetura de dados

- Conceitos de Data Mesh

- Componentes e características da arquitetura de dados moderna: Camadas de dados. SGBDs Relacionais e  NoSQL, Data Warehouse e Data Lake, processo ETL e ELT, soluções em processamento distribuído, barramentos de mensageria de dados

- Arquiteturas de Referência Abordagens e estratégias para arquitetura de dados

- Tradução de requisitos de negócios em especificações técnicas

- Requisitos arquiteturais

- Elaboração da arquitetura de dados

- Melhores práticas para arquitetura de dados

- Gestão da arquitetura de dados

• Cultura e Práticas DevSecOps  

- Segurança e desenvolvimento ágil

- Principais conceitos DevOps e DevSecOps 

- SDLC(Secure Development Lifecycle) 

- Implementação de end-to-end security 

- Pipeline DevSecOps

- Melhores práticas DevSecOps 

- Verificação de segurança: (IAST - Interactive Application Security Testing), SAST(Static Application Security Testing), DAST(Dynamic Application Security Testing), RASP(Run-time Application Security Protection). 

- Monitoração de recursos e ambientes 

- Security Observability

• Design de Arquitetura Confiável

- Pilares e domínios de arquitetura de solução

- Requisitos, atributos e design Patterns para arquitetura confiável

- Padrões, protocolos e especificações

- Princípios e estratégias de design de arquitetura de solução

- Definição dos frameworks e das tecnologias da solução

- Projeto de Arquitetura da Solução

- Tendências

• IA Generativa para Engenharia de Software

- Princípios de produtividade e agilidade

- Fundamentos de IAs Generativas (GenAI)

- Plataformas de GenAI

- Engenharia de Prompt

- Desafios e planejamento para adoção de IA no processo de desenvolvimento

- Conceitos de AI-as-a-Service, AI-as-a-commodity, AI Gateways

- Desenvolvimento de soluções com GenAI

- Definição de métricas e análise do ROI

- Tendências

• Engenharia de Plataforma

- Fundamentos de Engenharia de Plataforma

- DevOps, SRE e Engenharia de Plataforma

- Cadeia e categorias de ferramentas

- Identificação e análise de necessidades de ferramentas e recursos para a plataforma

- Definição e automação dos fluxos de trabalho

- Construção e gerenciamento de infraestrutura de plataformas

- Internal Developer Platform (IDP) 

- Definição da equipe de engenharia de plataforma

- Gestão do ciclo de vida dos componentes da plataforma 

PILAR: MONITORAMENTO E DECISÃO

• Gerenciamento de Incidentes e Riscos

- Fundamentos de incidentes e riscos 

- Medidas técnicas e administrativas de prevenção e resposta a incidentes

- Lifecyle de Gerenciamento de Incidentes: Processo e Etapas. Técnicas e padrões e práticas para gestão de incidentes

- Gerenciamento de evidências

- Produzindo e publicando Postmortems

- Ferramentas para gestão de Incidente, alerta e comunicação: PagerDuty, VictorOps.

- Tipos de riscos no contexto de tecnologia da informação

- Classificação de ativos e serviços

- Ciclo de vida do gerenciamento de riscos

- Quantificação de riscos e consequências de SLOs

- Metodologias para mensurar riscos

- Planos de contingência

- Ferramentas de planejamento e Comunicação: Azure DevOps

• Resiliência em TI

- Conceito de resiliência e resiliência em TI

- Estratégia de resiliência em TI

- Técnicas e frameworks para resiliência TI

- Conceitos relacionados: RTO, RPO e outros

- Conceitos, práticas e padrões em Contingenciamento e Continuidade de Negócios

- NIST 800-34, ISSO 22301

- Protocolos e tecnologias para resiliência em TI

- Governança, comunicação e gestão de equipes em resiliência de TI 

• Estratégia Antifragilidade 

- Antifragilidade e aprendizagem com o Fracasso

- Design para falhas em processos

- Design para: falha de infraestrutura, falha do aplicativo, falhas de pessoas

- Fundamentos da Engenharia do Caos

- Caos e operações de Engenharia do Caos

- Planejamento, definição e execução do processo de Engenharia do Caos

- Intervenção Humana na automação experimental do Caos

- Caos colaborativo e contínuo

- Ferramentas: Pagerduty,  ChaosBlade, ChaosToolkit e Litmus

- Visão geral de Recuperação de Desastres

- Chaos Monkey

- Estudo de casos

• Monitoramento e Observabilidade 

- Monitoramento x Observabilidade

- Elementos, pilares e benefícios da observabilidade

- Estratégias para medições e monitoramento contínuo

- Conexão  do monitoramento e observabilidade com as estratégias de SLO e Error Budgeting

- Ferramentas: Elasticsearch, Kibana e Logstash (Pilha ELK), Grafana, PROMETHEUS, Datadog. Nagios, NEWRELIC

- Application Performance Management (APM)

- Monitorando as aplicações

- Definição de alertas

- Relatórios de Performance de Aplicações

- Utilização de logs, métricas e tracing

- Métricas e medição de maturidade para DevOps

- OpenTelemetry

• Service Level Objectives (SLO)

- Fundamentos de indicadores de desempenho: conceitos e classificação.

- Terminologia do nível de serviço: Service Level Objectives (SLO?s). 

- Orçamentos de erro (Error Budgets)

- Indicadores de Nível de Serviço (SLIs)

- Acordo de Nível de Serviço (SLAs)

- Políticas para definição de SLO, SLI e  orçamento de erro

- Importância do monitoramento, acordos e alerta sobre objetivos de nível de serviço. 

- Abordagens metodológicas para gestão de indicadores

• Gestão em SRE

- Padrões para adoção de SRE

- Incorporando SRE para se recuperar da sobrecarga operacional

- Comunicação e Colaboração em SRE

- Modelo de Engajamento SRE

- Medição da força de trabalho e investimento

- Identificação e priorização de projetos e processos para redução de trabalho

- Avaliação da automação e eliminação de trabalho

- Evolução da Automação

- TIOps

- AIOps

- Valor do SRE para os objetivos estratégicos do negócio. 

- Avaliação do ROI do SRE

- Estudo de casos.

• Humanidades

- O ser humano, o processo de humanização e o conceito de pessoa

- Desafios contemporâneos e o lugar da religião e da espiritualidade

- Autonomia e heteronomia na sociedade atual. 

- Princípios éticos e ética profissional


CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

  • ARQUITETURA DE GERENCIAMENTO DE DADOS

  • ARQUITETURA DE SOLUÇÕES EM NUVEM

  • CONTINUOUS INTEGRATION & DEPLOYMENT (CI/CD)

  • CULTURA E PRÁTICAS DEVSECOPS

  • DESIGN DE ARQUITETURA CONFIÁVEL

  • ENGENHARIA DE PLATAFORMA

  • ESTRATÉGIA ANTIFRAGILIDADE

  • GERENCIAMENTO DE INCIDENTES E RISCOS

  • GESTÃO EM SRE

  • IA GENERATIVA PARA ENGENHARIA DE SOFTWARE

  • MONITORAMENTO E OBSERVABILIDADE

  • PRINCÍPIOS E PRÁTICAS SRE

  • PROVISIONAMENTO DE INFRAESTRUTURA

  • RESILIÊNCIA EM TI

  • SERVICE LEVEL OBJECTIVES (SLO)

  • HUMANIDADES*

*Atenta as tendências de mercado e visando desenvolver a compreensão do ser humano frente às ambiguidades existenciais e sócio religiosas da contemporaneidade, a PUC Minas Virtual disponibilizará como disciplina bônus, além das disciplinas previstas para cada um de seus cursos, a disciplina Humanidades (O ser humano, o processo de humanização e o conceito de pessoa. Desafios contemporâneos e o lugar da religião e da espiritualidade. Autonomia e heteronomia na sociedade atual. Princípios éticos e ética profissional).

Confira as ementas AQUI.


CORPO DOCENTE

  • Andre Luis de Castro Magalhães - Especialista

  • Augusto Nogueira Zadra - Mestre

  • Paulo Henrique Nazaré - Especialista

METODOLOGIA


Para ver a metodologia completa, clique AQUI.

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

O Trabalho de Conclusão de Curso não é mais obrigatório na PUC Minas Virtual*, no entanto, o aluno poderá, opcionalmente,  contratar um TCC. Após a contratação, será apresentada ao aluno a proposta de trabalho, bem como designado um orientador individual. As informações que dizem respeito à execução do TCC também serão disponibilizadas por meios de textos e vídeos. A duração prevista para o trabalho é de 60 dias e, ao final, o aluno deverá fazer uma apresentação via Internet.

*Exceto para o curso de Engenharia de Segurança do Trabalho.

INSCRIÇÃO E MATRÍCULA

  • Documentos necessários (não precisam ser autenticados): 

    • RG ou CNH (frente e verso)
    • Diploma da graduação (frente e verso)

    Obs.: O envio do diploma é obrigatório. Entretanto, caso você não o tenha em mãos ainda, você deverá enviar o Termo de Compromisso (cujo modelo estará disponível no link de upload dos documentos, e também está disponível para consulta clicando aqui) assinado. Mas o envio do diploma deverá ser feito até o final do curso.

    O envio do diploma tem como objetivo a conferência com relação à habilitação para cursar uma especialização (de acordo com a Lei nº 9.394, para ingressar em uma especialização e necessário que já tenha ocorrido a colação de grau). O Termo de Compromisso é um documento que em que você se responsabiliza por essa habilitação e se responsabiliza pelo envio do diploma como requisito legal para início da sua certificação ao final das atividades acadêmicas.

    • Certidão de casamento/divórcio (frente e verso), caso tenha ocorrido alteração de nome.

ATENÇÃO:

  1. A documentação deverá ser digitalizada e enviada, via upload no link recebido pelo e-mail, após o pagamento do valor referente à matrícula (1ª parcela do Curso).
  2. O processo de inscrição e matrícula fica condicionado ao pagamento da primeira mensalidade.
  3. A entrega da documentação é exigida logo após o pagamento da primeira mensalidade e ela é um requisito básico para a expedição do seu certificado de especialista.
  4. Todas as etapas do processo de inscrição serão informadas por e-mail.

Você só deverá se inscrever nesse curso caso já tenha colado grau na sua graduação. Este é um requisito previsto na Lei nº 9.394, e previsto também no Contrato de Prestação de Serviços ( clique aqui  para ter acesso). A conferência desse requisito será feita pela instituição após o processamento da sua matrícula e caso seja identificada alguma irregularidade ela será cancelada a qualquer tempo (conforme cláusula 4.5.1 do contrato), e não haverá direito ao recebimento de reembolso dos valores pagos.

 

ACESSO AO CURSO

RECEBIMENTO DE ORIENTAÇÕES DE ACESSO 


As orientações de acesso ao curso serão enviadas para o e-mail informado no momento da inscrição, em até 72h após a confirmação do pagamento da primeira parcela.


REQUISITOS TECNOLÓGICOS

O aluno deve possuir ou ter acesso a um computador com a seguinte configuração mínima:

  • Processador com frequência mínima de 2 GHz ou superior e 2 núcleos;
  • 4 GB de memória RAM (recomenda-se 8 GB) *;
  • Placa de vídeo configurada com resolução mínima de 1024 x 768 pixels;
  • Placa de som com caixas acústicas (ou fones de ouvido) e microfone;
  • Windows 10 (atualizado para a versão 1903 ou superior), Windows 11, MacOS (versão 10.13 - High Sierra ou superior) ou Linux;
  • Google Chrome (versão mais recente) ou Mozilla Firefox (versão mais recente);
  • Acesso à Internet, com velocidade mínima de conexão de 2 Mbps;
  • Correio eletrônico pessoal (e-mail). 

Observação: O aluno com necessidades especiais deverá informar à Universidade no ato da inscrição. Para alunos portadores de necessidades especiais no campo da visão, é necessário acesso a um programa (software) de leitura de tela.

* Alunos dos cursos BIM Manager e BIM PROJETOS PARAMÉTRICOS E DESIGN DIGITAL APLICADOS À CONSTRUÇÃO CIVIL: A universidade não se responsabiliza pela aquisição das licenças comerciais dos softwares a serem utilizados no curso. O aluno deverá obter versões acadêmicas e gratuitas no site dos fabricantes.  É recomendável que o computador do usuário possua no mínimo 16 Ghz de memória RAM (recomenda-se 32) para uso de softwares de autoria BIM.

REQUISITOS ACADÊMICOS

Já ter colado grau.

Possuir diploma de curso de graduação (reconhecido pelo Ministério da Educação do Brasil).

Preencher os requisitos básicos de formação de acordo com a necessidade de cada curso.

DIPLOMA ESTRANGEIRO

Alunos com diploma de graduação emitido fora do territorio nacional, devem acessar o link oficial do MEC para revalidar ou reconhecer seu diploma no Brasil

ESTÁGIO

Informamos que assinamos e autorizamos a realização de estágio nos cursos de pós-graduação a distância. O estágio não obrigatório poderá ser realizado em qualquer período do Curso, desde que o curso tenha sua oferta confirmada e as aulas tenham iniciadas.

Ademais, as atividades desenvolvidas no estágio deverão visar o aprendizado de competências próprias da atividade profissional e à contextualização curricular, seguindo o previsto na Lei Federal n° 11.788 de 25 de setembro de 2008 (BRASIL, 2008) e Normas Acadêmicas da PUC Minas (2018). *

*Exceto para o curso de EDUCAÇÃO BILÍNGUE E PLURILÍNGUE

Coordenação
  • Tadeu dos Reis Faria - Mestre

Área do Conhecimento:

  • Tecnologias Digitais
  •  

    Investimento

    Valor: R$ 5.800,00

    1 parcela - pagamento à vista com 7% de desconto = R$5.394,00*

    No caso de pagamento parcelado, o pagamento realizado na loja virtual se refere APENAS à primeira parcela. As demais deverão ser pagas diretamente à própria instituição por meio de boletos que deverão ser gerados pelo próprio aluno no sistema acadêmico (também serão enviados por e-mail mensalmente).

    5 parcelas - sem desconto = 5 x de R$ 1160,00

    10 parcelas - sem desconto = 10 x de R$ 580,00

    15 parcelas - sem desconto = 15 x de 387,00

    20 parcelas - sem desconto = 20 x de R$ 290,00

    *Pagamento à vista: 7% de desconto. Para pagamento dos cursos à vista, o candidato deverá efetuar a inscrição e selecionar a opção de pagamento em uma parcela.

    Para os alunos que residem no exterior, deverá ser escolhida a modalidade à vista. O pagamento poderá ser realizado por transferência bancária ou em 1x no cartão de crédito. Para melhores esclarecimentos, gentileza contatar diretamente a Divisão Financeira - ead.financeiro@pucminas.br


     

    Início das aulas


    Liberação das aulas dos cursos confirmados: Em até 72h após a confirmação do pagamento da primeira parcela.


     

    Pessoa Jurídica como responsável pelo pagamento das mensalidades

    Nos casos em que o candidato será beneficiado por uma pessoa jurídica que arcará no todo ou em parte com as mensalidades dos cursos de pós graduação EAD, será necessário gerar o contrato de coparticipação financeira e preencher todos os dados editáveis do documento, imprimir, assinar e carimbar o respectivo documento e enviar a cópia digitalizada para ead.financeiro@pucminas.br. O processo também se aplica se por ventura o curso for pago à vista.


     
     

    Duração

    O curso possui carga horária total de 360 horas. A prestação dos serviços é prevista para 18 meses.

     

    Benefícios

    • Estude onde e quando quiser
    • Tenha atendimento personalizado
    • Utilize material didático exclusivo, com acesso a Bibliotecas virtuais.
    • Tenha suporte acadêmico e tecnológico
       

      Certificação

      Você receberá o certificado de especialista emitido em formato digital pela PUC Minas. O documento terá um link e código para verificação de autenticidade e veracidade. O certificado do curso a distância é igual ao de um curso presencial.

      Veja o modelo AQUI.

      Não decidiu qual curso fazer?
      Faça um teste de orientação profissional para ajudar você na sua escolha.

      Fazer teste gratuito

      Blog Conexão PUC Minas
      Informações sobre sua formação profissional e mercado de trabalho.

      Quero conhecer

      Por que escolher a Puc Minas

      • icon_1
        Inovação

        A PUC Minas foi eleita uma das universidades mais inovadoras do país, segundo o RUF.

      • icon_3
        Reputação

        A maior universidade católica do mundo é também uma das melhores do mundo pela Times Higher Education.

      • icon_5
        Intercâmbio

        Convênio com mais de 160 instituições pelo mundo para ampliar a experiência acadêmica e criar um ambiente multicultural.

      • icon_2
        Pesquisa

        Programas de pesquisa que amplicam o conhecimento e a inovação no Estado e estreitam as relações com empresas

      • icon_4
        Empregabilidade

        Estudar em uma das 10 universidades mais respeitadas pelos empregadores do Brasil faz toda a diferença na sua formação.

      • icon_6
        Estrutura de Ponta

        Laboratórios com estrutura de ponta para você vivenciar em profundidade e realidade da profissão.

      Ficou com Dúvida?
      Ficou alguma dúvida?

      Entre em contato com a nossa central